Pathos

É essa presença que me envenena...
Já vi sua fotografia, já senti o ar parar de circular e o tempo congelar.
"SIM" Foi a primeira palavra que me veio à mente quando parei pra escrever sobre você... Eu me permiti te conhecer ...
Tenho dúvidas sobre sua personalidade forte, seu jeito às vezes doce, às vezes grosso...
A idéia de que eu posso ser sua me consome, me confunde, me faz agonizar dentro dos meus próprios desejos...
Não consigo me mover, parada no tempo, congelada, sem conseguir ir embora, com medo de não te ver mais e de repente eu volto, desço do carro, te dou um beijo e digo : quero te ver mais.
Mas como? O que fazer?
Temos uma história? Algo está começando? Ou é simplesmente um turbilhão de glândulas e neurotransmissores mandando sinais para meu corpo todo ?
Paixão -> Pathos = Sofrimento
Medo, panico... Quero fugir!
Talvez esteja jogando, talvez se apaixonando ...
Parabéns, você conseguiu me confundir e dedicar meus pensamentos à você!
Agora já pode parar se quiser...


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sonhos...

Sonha Alice

A dor ins"pira"...